Letras

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Quatro Coisas Quer o Amo

Quatro Coisas Quer o Amo 
GAC - Grupo de Acção Cultural (1977)


Quatro coisas quer o amo
Ai quatro coisas quer o amo
Do criado que o serve (x2)

Deitar tarde e erguer cedo
Ai, deitar tarde e erguer cedo
Comer pouco e andar alegre

Já lá vai chuva e a noite
Ai, já lá vai chuva e a noite
Já la vem nossa alegria

Tristeza prá nosso amo
Ai, tristeza pró nosso amo
Que se acabou o dia 

Já o sol se vai embora
Ai, já o sol se vai embora
Por detrás do cabecinho
´
Quem dera ao patrão atá-lo
Ai, quem dera ao patrão atá-lo
Na ponta de um nagalhinho

Se ele pudesse e bem quisera
Ai, se ele pudesse e bem quisera
Fazer o dia maior

Dar o nó na pinta verde
Ai, dar o nó na pinta verde
Pra que o sol se não pusesse

Farewell Johnny Miner

Farewell Johnny Miner
canção de Ed Pickford (1970)

Johnny Miner, you were born
Never to see the rising dawn
Now it's time that you were gone
Farewell Johnny Miner!


Refrão:
And farewell Durham, Yorkshire too
Nottingham, the same to you
Scotland, South Wales, bid Adieu
Farewell Johnny Miner


They've promised you the earth sometimes
To go down in their stinkin' mines
Now the justice for their crimes
Is Farewell, Johnny Miner!


You've struggled with the sliding scale
Lungs turned black & faces pale
Now your body's up for sale
Farewell Johnny Miner!


Cheer up John, don't take it hard
Unemployment isn't bad
They'll treat you well in the knackers' yard
Farewell Johnny Miner!

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Youkali


YOUKALI
Música de Kurt Weil
Versão portuguesa de Regina Guimarães

É ao cabo do mundo
Que um barco vagabundo
Vogando já sem rumo
Acaso nos conduz
Numa ilha distante
Mora essa voz amante
Que incita o visitante
A mergulhar na luz

Youkali é o ilhéu dos nossos desejos
Youkali, regaço onde nascem os beijos
Youkali é onde acaba a nossa desolação
É na escuridão um grande clarão
A estrela cadente
Que é de toda a gente

Em Youkali, cada promessa será respeitada
Youkali, onde cada paixão será partilhada
Cada esperança
Nos aproxima e nos fortalece
E a liberdade
A cada passo cresce e acontece

Youkali é o ilhéu dos nossos desejos
Youkali, regaço onde nascem os beijos
Se for um sonho, uma loucura
Como viver
Sem impostura?

Nesta vida canina
Quem manda é a rotina
E a gente desatina
Buscando alienação
Porém na nossa mente
Resta um sonho dormente
Uma fome divina
De emancipação

Youkali é o ilhéu dos nossos desejos
Youkali, regaço onde nascem os beijos
Youkali é onde acaba a nossa desolação
É na escuridão um grande clarão
A estrela cadente
Que é de toda a gente

Em Youkali, cada promessa será respeitada
Youkali, onde cada paixão será partilhada
Cada esperança
Nos aproxima e nos fortalece
E a liberdade
A cada passo cresce e acontece

Youkali é o ilhéu dos nossos desejos
Youkali, regaço onde nascem os beijos
Mas é um sonho vivido aqui
Não existe
Um Youkali


sábado, 1 de setembro de 2018

Senhora se me dá licença


Senhora se me dá licença
canção popular de Janeiras
com versos novos de Diana Dionísio para Janeiro de 2018

Senhora se me dá
licença e dá
sua porta, eu cantar

Senhora se me dá
licença e eu
já vou a começar

Senhora se me dá
Um licranço azul
e um táche pró deitar

Senhora se me dá
estragão e o pau
da colher alcachofrar

Senhora ‘qui está
mezinhas pr’este
ano não coalhar

Senhora se me dá
medronho e é
que a sorte vai chegar

Senhora se me dá
o ancinho pró
banqueiro afastar

Senhora se me dá
regaço pr´á
alma não desmanchar

Senhora será
contente quem
daqui puder provar




Vai-t'embora iano feio


Vai-t'embora iano feio
canção de passagem de ano
letra de Diana Dionísio

Vai-t'embora iano feio
vai-t'embora iano feio
começaste bem bonito
começaste bem bonito

Mas Janus tem duas faces
mas Janus tem duas faces
e às vezes carrapito
e às vezes carrapito

pra melhor está bem está bem
pra pior já basta assim

Para o ano também há
para o ano também há
desemprego e FMI
desemprego e FMI

Mas para gritarmos juntos
mas para gritarmos juntos
encontramo-nos aqui
encontramo-nos aqui

pra melhor está bem está bem
pra pior já basta assim

Da lama do tempo imundo
da lama do tempo imundo
sairão laivos de cor
sairão laivos de cor

De mudar a nossa vida
de mudar a nossa vida
não me demito não senhor
não me demito não senhor

pra melhor está bem está bem
pra pior já basta assim

Faz falta sair de casa
faz falta sair de casa
ver outros olhos nas ruas
ver outros olhos nas ruas

Pôr as mãos a trabalhar
pôr as mãos a trabalhar
cozer as ideias cruas
cozer as ideias cruas

pra melhor está bem está bem
pra pior já basta assim

Sun cuntent de vess al mund


Sun cuntent de vess al mund
Do espectáculo “Ci ragiono e canto, vol. 1”, escrito por Dario Fo em 1966 (versão da reposição em cena em  1977 pelo Collettivo teatrale La Comune)

Sun cuntent de vess al mund
da quand so che l'è rutund
alegher alegher
'me caminà sui veder
sui veder a pé biot
mentre i sciur i fan nagott.

FDP (Fizemos de propósito)


FDP (Fizemos de propósito)
Canção do Coro da Achada em solidariedade com o Festival FDP (Faz, Discute, Participa) de 2012
Um fim de semana com concertos, comes e bebes, música gravada, convívio, animação e diversas actividades, em benefício dos detidos na sequência do despejo da Escola da Fontinha e de crítica à governação do presidente Rui Rio na Câmara Municipal do Porto.

Fazemos das palavras
Fábricas de protesto
Falamos da propriedade
Famintos desta parte

Fizemos depressa para
Fazer depender dos próprios
Ficámos de pé de
Frente dos poderosos

Faz discute participa!

Fartos do poder
Fartos da polícia

Faz discute participa!

Fome de pessoas e
Formas de partilha

Falsos deste país
Fabricam destinos podres
Fritos, desprezados, pobres
Frágeis, deserdados, precários

Fazemos diversos planos
Futuro dos putos
Fontinha, desejo público:
Fomos disso privados

Faz discute participa!

Fartos do poder
Fartos da polícia

Faz discute participa!

Fome de pessoas e
Formas de partilha

(dito: reggae)
Fazer dos pensamentos
Frutos de polpa fértil
Discutir pontos finais
Dissolver partituras

(ska!)
Fazemos das palavras
Fábricas de protesto

Formas de pensar
Formas de passar
Formas de partilhar
Formas de produzir
Formas de participar

Faz discute participa!

Fartos do poder
Fartos da polícia

Faz discute participa!

Fome das pessoas e
Formas de partilha

Faz, discute, participa!